Mais segurança para o seu pet: evitando fugas!

Quem tem um pet já deve ter passado pela situação de sair correndo de casa atrás do fujão! Neste momento, existe o risco de atropelamento ou de alguém levá-lo de você. Por isso, nunca é demais pensar em recursos para garantir a segurança do seu amigão.

Cães e gatos têm uma inteligência que nos surpreende a cada dia. Eles testam, o tempo todo, o ambiente em que vivem e não hesitam quando tem uma oportunidade de abrir uma porta ou passar por alguma fresta para explorar novos espaços.

fechaduras digitais

Cães de porte médio e grande, comumente, se apoiam em maçanetas (principalmente, as do tipo alavanca) e, se estas não estiverem trancadas, é fuga na certa! Os gatos, com sua incrível habilidade de saltar e se agarrar às coisas, abrem portas com maestria.

Pensando nisso, elencamos algumas dicas que irão te ajudar na tarefa de mitigar riscos e evitar as fugas indesejadas:

1) Mapeie os possíveis pontos de fuga da casa

Principalmente gatos e cães de pequeno porte conseguem passar por frestas que nós nem mesmo imaginávamos que fosse possível. Por isso, é importante fazer uma varredura das possibilidades da sua casa, instalando telas em grades e portões.

A instalação de grades de proteção em todas as portas de saída funcionam como uma segunda porta reduzindo o risco, e ampliando a nossa atenção durante as passagens.

Evite bloquear passagens com tábuas de madeira e objetos. Principalmente em ambientes externos, a madeira se deteriora e, com o tempo, fica frágil, permitindo a fuga.

2) Adestramento e observação de comportamento

Importante mesmo é conhecer o seu pet. Com o tempo de convivência – e passada a fase de filhote – você identifica se aquela ansiedade por explorar novos ambientes permanece. 

Se este for um traço de comportamento, a atenção deve ser redobrada e, muito mais do que controlar a fuga, é importante suprir as necessidades dele com passeios e atividades ao ar livre. Outros cuidados como a castração reduzem este instinto exploratório.

Um bom adestramento irá ensinar os limites a eles. Por exemplo, é muito comum que cães 

corram até a porta ou portão quando ouvem a campainha ou ruídos de carros passando. O adestramento irá amenizar ou eliminar este hábito dando uma recompensa cada vez que o pet obedecer ao comando para evitar o comportamento.

3) Tenha uma fechadura digital

As fechaduras digitais da Yale possibilitam que você habilite o recurso do trancamento automático. Ou seja, mesmo se você esquecer de trancar a sua porta, a fechadura será travada automaticamente no tempo escolhido por você (30, 60, 120 ou 180 segundos). Neste caso, mesmo que o pet se apoiar em um puxador ou em uma maçaneta de alavanca a porta não se abrirá. 

A maioria dos modelos de fechaduras digitais da Yale não possuem maçanetas. Nestes casos, mesmo que a fechadura esteja instalada em altura ao alcance do seu pet, ele não conseguirá abrir: somente mãos humanas conseguirão girar o disco de acionamento interno.

Alguns modelos como o YMF 40 possuem uma trava de segurança, que, quando acionada, impossibilita a abertura da porta internamente.

A Yale possui uma ampla linha de fechaduras digitais! Acesse a nossa loja online para conhecer os modelos.

2021-06-06T16:47:16-03:00
Ir ao Topo